Informações

Estados das Ocorrências

  • Despacho de 1º alerta – Meios em trânsito para o teatro de operações.
  • Chegada ao TO – chegada ao teatro de operações.
  • Em curso - Incêndio em evolução sem limitação de área
  • Em resolução – Incêndio sem perigo de propagação para além do perímetro já atingido
  • Em conclusão – Incêndio extinto, com pequenos focos de combustão dentro do perímetro do incêndio
  • Vigilância – Meios no local para actuar em caso de necessidade
  • Encerrada – Entrada, nas respectivas entidades, de todos os meios envolvidos​
  • Falso alarme
  • Falso alerta

Meios

  • HUMANOS - Bombeiros, Força Especial de Bombeiros, PSP, Forças Armadas, INEM, Equipas Sapadores Florestais, GNR, GIPS Grupo Intervenção de Proteção e Socorro
  • TERRESTRES - Veículos rodoviários
  • AEREOS - Helicópteros / Aviões

Os números disponibilizados são os totais de meios accionados. O número pode diferir do que se encontra no terreno, uma vez que os meios accionados podem ainda estar em trânsito.

As horas indicadas tanto no gráfico de meios como na linha do tempo dos estados do incêndios, são as horas que o nosso sistema detetou uma mudança de dados por parte da ANPC podendo não corresponder ao momento exato em que essa alteração ocorreu.

Risco de incêndio recolhido do IPMA.

Índices de Risco de Incêndio

  • (FWI) Índice Meteorológico de Risco de Incêndio - Este é o índice final do sistema Canadiano, sendo calculado em função dos seus sub-índices ISI e BUI.
  • (FFMC) Índice de Humidade dos Combustíveis Finos - Este índice, classifica os combustíveis finos mortos, de secagem rápida, quanto ao seu conteúdo em humidade. Corresponde assim ao grau de inflamabilidade destes combustíveis, que se encontram à superfície do solo. O conteúdo de humidade destes combustíveis às 12 UTC de um determinado dia, depende do conteúdo de humidade à mesma hora, do dia anterior, da precipitação (mm) ocorrida em 24 horas (12-12 UTC) e da temperatura (ºC) e da humidade relativa do ar (%) às 12 UTC do próprio dia. A intensidade do vento influência apenas na velocidade de secagem destes materiais.
  • (ISI) Índice de Propagação Inicial - Este índice de propagação inicial do fogo, depende do sub-índice FFMC e da intensidade do vento (Km/h) às 12 UTC.
  • (BUI) Índice de Combustível Disponível - O índice de combustível disponível, é um factor de avaliação dos vegetais que podem alimentar um fogo (combustíveis "pesados" que se encontram no solo) e é calculado a partir de dois dos sub-índices: DMC e DC.
  • (DC) Índice de Húmus - Este índice traduz o conteúdo de humidade do húmus e materiais lenhosos de tamanho médio que se encontram abaixo da superfície do solo até cerca de 8 cm. O índice de húmus é calculado a partir da precipitação ocorrida em 24 horas (12-12 UTC), da temperatura e humidade relativa do ar às 12 UTC e do índice de húmus da véspera.
  • (DMC) Índice de Seca - Este índice é um bom indicador dos efeitos da seca sazonal nos combustíveis florestais (húmus e materiais lenhosos de maiores dimensões), que se encontram abaixo da superfície do solo, entre 8 e 20 cm de profundidade. O índice de seca é obtido a partir da precipitação ocorrida em 24 horas, da temperatura às 12 UTC e do índice de seca verificado na véspera.

Informação retirada do IPMA.